Notícias Fecomercio

15 de setembro de 2017

Mercado de trabalho brasileiro começa a se recuperar no segundo trimestre, aponta Ipea


Análise aponta que 31,7% dos desempregados conseguiram nova ocupação

A desaceleração da desocupação e a expansão dos rendimentos reais permitiram que 31,7% dos desempregados obtivessem um trabalho no segundo trimestre do ano. Os dados divulgados, nesta quinta-feira (14), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea),  apontam que o período marcou o início de um processo de recuperação no mercado de trabalho brasileiro.

Dos trabalhadores que estavam desempregados e conseguiram uma nova ocupação, 43% foram para o mercado informal, 28% obtiveram uma vaga formal, 28% se tornaram conta própria e 1% viraram empregadores. De acordo com a análise, o percentual de pessoas ocupadas que perderam o emprego recuou de 3,6% no segundo trimestre do ano passado para 3,4% no mesmo período de 2017.

No entanto, a pesquisa mostra que os jovens têm mais dificuldade de conseguir emprego e mais probabilidade de serem mandados embora. Dos desempregados com 18 a 24 anos, apenas 25% obtiveram nova colocação no segundo trimestre. Além de receberem menores remunerações, os mais jovens apresentaram queda de salário (0,5%) no mesmo período de 2016. Os idosos com mais de 60 anos elevaram em 14% os ganhos salariais.

Voltar para Notícias