Notícias Fecomercio

6 de dezembro de 2017

Intenção de financiamento dos paulistanos tem leve alta de 0,3%


Segundo FecomercioSP, paulistano vai usar o 13º salário para quitar dívidas

O Índice de Intenção de Financiamento dos paulistanos se manteve praticamente estável em novembro com leve alta de 0,3%, passando dos 17,4 pontos em outubro para 17,5 pontos, 4,8% inferior na comparação com o mesmo mês de 2016, quando o indicador alcançou 18,4 pontos. Os números surpreendem, já que nessa época do ano é comum a busca por financiamentos e parcelamento das compras de bens mais caros, ainda que os dados mostrem um consumidor cauteloso e que, provavelmente, usará o décimo terceiro salário para quitar dívidas.
Os dados compõem a Pesquisa de Risco e Intenção e Endividamento (PRIE), elaborada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), que prevê para dezembro uma maior propensão a contrair dívidas, mas que, mesmo assim, não deve representar um movimento expressivo do índice.
Em novembro, o Índice de Segurança de Crédito, que mede a capacidade de pagamento de dívidas com base na posse de reservas financeiras, registrou queda de 3,5% na comparação mensal, atingindo 75,5 pontos ante os 78,2 pontos registrados em outubro, 5,9% menor em relação ao apurado em novembro de 2016, quando o indicador marcava 80,2 pontos.

Entre os endividados houve queda de 3% na segurança de crédito, que atingiu 61,6 pontos, ante os 63,5 pontos registrados em setembro. Na comparação com outubro de 2016, quando registrou 62,4 pontos, houve queda de 1,2%. Entre os não endividados houve leve queda de 0,8% na comparação mensal, passando dos 95,7 para os 94,9 pontos em novembro e com retração de 5,6% no contraponto anual, quando o indicador marcava 100,5 pontos. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias