Notícias Fecomercio

22 de julho de 2019

Empresas que recusem a receber ações de vacinação contra o sarampo podem ser fechadas em São Paulo


Já foram feitas quase 1,2 mil ações do tipo em empresas, faculdades e condomínios na capital

Para combater a doença, a Prefeitura de São Paulo tem feito os chamados bloqueios - quando são realizadas imunizações nos locais de trabalho, estudo e residência de pessoas que foram identificadas com o vírus.

Os locais que recusarem a presença das equipes de saúde podem ficar interditados por 21 dias, equivalente ao ciclo do vírus.

A capital paulista registrou até o momento  363 casos da doença, além de 800 considerados suspeitos.

Voltar para Notícias

parceiros