Notícias Fecomercio

7 de junho de 2018

Brasil perde mais de 430 mil empregos na construção


De acordo com o IBGE, crise econômica levou a retração de 19% entre 2015 e 2016

A crise econômica que atingiu o País nos últimos anos influenciou nos empregos formais da indústria da construção entre 2015 e 2016. De acordo com a Pesquisa Anual da Indústria da Construção 2016 (Paic), divulgado nesta quinta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o País perdeu 432 mil empregos formais no período, uma retração de 19% em todos os segmentos, principalmente na infraestrutura, em que o recuo foi de 15%.

O estudo indica que, em 2016, a atividade da construção somou R$ 318,7 bilhões em incorporações, obras e serviços da construção. Além disso, entre os produtos e/ou serviços oferecidos pelas empresas com 30 ou mais pessoas ocupadas, as obras residenciais foram as que mais ganharam participação no ranking, passando da quinta posição (15,1%) em 2007 para a primeira (26,7%), em 2016.

Voltar para Notícias